Ex-secretário de Paes é preso pela 2a vez pela Lava Jato

Foto: Folha de São Paulo

O ex-secretário municipal de Obras do Rio Alexandre Pinto foi preso na manhã desta quarta-feira (23) numa nova fase da Operação Lava Jato no Rio. É a segunda vez que ele é detido em razão das investigações.

A Operação Mãos à Obra investiga propina nas obras do BRT Transbrasil, obra inacabada da gestão Eduardo Paes (MDB) que ainda não foi concluída pelo governo Marcelo Crivella (PRB). O custo estimado é de R$ 1,4 bilhão.

Além de Pinto, estão sendo cumpridos outros mandados de prisão.

Pinto já havia sido preso em agosto na Operação Rio 40 Graus, que investigou o pagamento de propina em obras prometidas para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Ele foi denunciado sob acusação de cobrar 1% sobre os contratos das obras da Transcarioca e de recuperação ambiental de rios de Jacarepaguá.

Ex-secretário de Obras da gestão Paes (2007-2016) na Prefeitura do Rio, esteve à frente da pasta desde 2009. Funcionário de carreira da prefeitura desde 1987, Pinto foi o responsável pela licitação das grandes obras realizadas na cidade na esteira da Olimpíada -à exceção da revitalização da região portuária.

Por Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *