Temer: nomeação de Cristiane Brasil é ato privativo do presidente

 

Isa Ramos

Da Redação

Em entrevista à Rádio Jornal do Recife, nesta sexta-feira (2), o presidente Michel Temer (MDB) comentou sobre o impasse da nomeação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra da Trabalho. “Espero a decisão do Judiciário. Sou muito atento à separação de funções estatais. Como Executivo, eu não invado a competência de outros poderes. Também sou obediente à Constituição, que conferiu ao presidente da República o direito privativo de nomear ministro de Estado. Espero a decisão final, mas confio que ainda haverá obediência à competência”, destacando que a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, é uma “eminente constitucionalista”.

Cristiane, filha do presidente do PTB, Roberto Jefferson, foi escolhida por Temer para assumir a pasta do Trabalho, mas não tomou posse por decisão da Justiça, já que ela é condenada em ações trabalhistas. O argumento é de que ela não atende ao requisito da moralidade administrativa, previsto na Constituição. Atualmente, o caso está no Supremo Tribunal Federal (STF).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *