RS: carnaval de Blocos neste sábado(24) em Porto Alegre terá testes de HIV, sífilis e hepatite C

 

 

Da Assessoria

Quem curtir o Carnaval de Blocos neste sábado (24), em Porto Alegre, terá nova oportunidade de fazer testes de HIV, sífilis e hepatite C na unidade móvel do projeto Fique Sabendo. Oferecido pela SMS (Secretaria Municipal de Saúde), o serviço estará estacionado na avenida Edvaldo Pereira Paiva, próximo à pista de skate, das 15h às 19h. Haverá distribuição de preservativos, orientações e dicas de prevenção.

Nas edições anteriores do evento, contando seis dias de atendimento (3, 4, 10, 13, 17 e 18 de fevereiro), foram realizados 855 testes em 285 pessoas durante a programação da Cidade Baixa e orla do Guaíba, dos quais 38 reagentes para sífilis, dez para HIV e sete para hepatite C. Com segurança e privacidade, o resultado sai em apenas 30 minutos, com dois consultórios para atendimento à população.

A equipe é composta por servidores municipais, entre médicos, enfermeiros, dentistas e técnicos de enfermagem. Após a realização dos exames, as pessoas com casos confirmados de sífilis já podem receber tratamento, com a aplicação da primeira dose de penicilina. A forma mais segura de se proteger de doenças sexualmente transmissíveis é usar camisinha na relação sexual.

Fique Sabendo

O objetivo do projeto é ampliar a prevenção e diagnosticar precocemente as infecções sexualmente transmissíveis, além de aumentar o encaminhamento para tratamento, que deve começar o quanto antes. A ideia ainda é que as pessoas diagnosticadas reagentes ao HIV não abandonem o uso da medicação antirretroviral, necessária à manutenção da qualidade de vida. A estrutura tem espaço para testagem rápida e acolhimento e é adaptada a pessoas com necessidades especiais.

Na Capital, o projeto é administrado pela Área de Infecções Sexualmente Transmissíveis da SMS. A população também tem acesso a testes rápidos nas unidades de saúde de referência, onde podem ser obtidas orientações e mais informações. Outras informações e acesso ao cálculo de risco, conforme o grau de exposição à infecção de HIV, estão no site www.aids.poa.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *