“Caravana Lula pelo Brasil” passa vergonha no primeiro dia da etapa gaúcha

Por Lucas Lyra

 

A mais nova campanha eleitoral “não oficial” do ex-presidente Lula, a “Caravana Lula pelo Brasil”, foi marcado logo em seu primeiro dia no Rio Grande do Sul por mais protestos contrários ao petista do que demonstrações de apoio.

Na cidade de Santana do Livramento e em Bagé, no sudoeste gaúcho, produtores rurais e moradores da região levaram cavalos, tratores e pixulecos a Universidade Federal do Pampa, onde Lula discursaria. Policiais tiveram que separar os manifestantes de militantes petistas por um cordão de isolamento.

Sob fortes vaias que claramente suplantavam seus apoiadores, Lula ficou irritado. “A direita fascista deveria ter vindo protestar quando criei a Unipampa, porque a elite nunca quis que o pobre tivesse acesso à universidade”, disse.

O organizador do protesto contra Lula e presidente da Associação Rural de Bagé, Rodrigo Moglia, explicou os motivos da manifestação. “É uma afronta à lei. Protestamos para que a justiça se faça cumprir e prenda este condenado. Qualquer outro cidadão brasileiro que não disponha de bancas caríssimas de advogados, já estaria preso”, afirmou.

Entre os manifestantes, alguns já não mais acreditam na prisão do petista. “Já que o STF não faz nada e está do lado do crime, não tem outro jeito, somente o confronto”, disse um participante do protesto, se referindo a possibilidade do Supremo acabar com as prisões logo após a segunda instância, antes de esgotadas todas as possibilidades de recurso do réu.

Com a constante invasão de terras de fazendeiros da região por integrantes do MST, organização ligada intimamente ao PT, pode-se dizer que a “relação” entre os grupos na região é potencialmente problemática.

Se valendo da antiga estratégia da eterna luta de classes, Lula se mostrou decepcionado com o ocorrido. “Confesso que saio triste daqui. Porque não vi empresário ofendendo a gente. O que vi aqui foi pobres e trabalhadores, que, às vezes, estão até desempregados ganhando alguma coisa para ofender a gente”, disse.

 

Confira cenas da confusão entre manifestantes e apoiadores de Lula a seguir:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *