Moro responde defesa de Lula sobre “influência da CIA na Lava-Jato”

Por Lucas Lyra

 

O juiz federal Sérgio Moro criticou a defesa do ex-presidente Lula na ação da Operação Lava-Jato que investiga a relação de Lula e da empreiteira Odebrecht na aquisição de terrenos e apartamentos em São Bernardo do Campo-SP nesta quarta-feira (28).

No inquérito, a defesa do ex-presidente afirmou “ter conhecimento” da colaboração de autoridades norte-americanas com a Lava-Jato, inferindo que houve “colaboração fora dos procedimentos oficiais” nas investigações.

Moro explicou que não são necessárias formalizações de pedidos para eventuais colaborações com órgãos estrangeiros e que o procedimento não seria ilegal, a não ser por “fantasiosa imaginação”.

“A fantasia de que a Operação Lava Jato ou de que as investigações contra o acusado Luiz Inácio Lula da Silva teriam sido influenciadas ou dirigidas por autoridades estrangeiras talvez possa ser utilizada, com grande irresponsabilidade, em palanques eleitorais, já que infelizmente há quem se iluda com teorias da conspiração. Não cabe, porém, a Defesa apresentar teses da espécie perante as Cortes de Justiça, inclusive distorcendo o sentido de expressões utilizadas por autoridades estrangeiras, e esperar que sejam levadas a sério”, respondeu o magistrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *