Fast Agro melhora a performance de plantações no cerrado brasileiro

Da Assessoria

Agregar valor na cadeia de produção das culturas de soja, feijão, algodão e milho no cerrado do Brasil. É com essa missão que a Fast Agro Fisiologia e Nutrição atua no mercado e, por meio de seu centro de pesquisas e tecnologia proprietária, proporciona uma melhora na performance para os agricultores.

Fundada em 2009, no Mato Grosso, a empresa tem por premissa entregar soluções inovadoras na disciplina de fisiologia das plantas, processo que exige conhecimentos técnicos e intensos estudos de caso. Por sua expertise e entregas relevantes ao mercado, a Fast Agro é uma das empresas certificadas no Brasil pela ISO 2015, que diz respeito à processos de qualidade internacional.

“Atualmente, nosso mercado fatura cerca de bilhões 4 bilhões englobando todas as culturas. Somente 5% desse número são investidos em pesquisas e isso precisa mudar. Queremos destacar que estudos podem ser cada vez mais valiosos para otimizar, não somente os processos dos agricultores, como o próprio desenvolvimento das plantas. Esse é o nosso maior objetivo”, comenta Rodrigo Campos, Gerente de Marketing da Fast Agro.

Dentre seu portfólio de sete produtos focados em fisiologia das plantas e mais 19 fertilizantes foliares, destaca-se a atuação do Stay Up, sendo a Fast Agro a pioneira dessa solução no mercado que possui resultados de aumento de produtividade a mais de 7 safras. O produto proporciona um crescimento expressivo, com um maior engalhamento sem causar fito, diminuindo a altura das plantas por meio da redistribuição dos fotoassimilados da haste principal para os ramos laterais, com consequente redução do acamamento e aumento do número de vagens e grãos, impactando positivamente todo seu desenvolvimento.

“Temos uma vasta experiência no segmento e conseguimos observar que tanto suas oportunidades quanto desafios consistem em proporcionar um controle total ao agricultor. Eles podem e devem apostar em soluções tecnológicas e inovadoras que possam ajudar no desenvolvimento de suas culturas, fazendo girar a economia brasileira de maneira cada vez mais efetiva”, explica Campos.

Além de sua atuação no Brasil, a Fast Agro também possui clientes na Argentina e Paraguai. Para este ano, a meta é um aumento de 42% no faturamento, somando os três países. Nos últimos cinco anos, a empresa apresentou crescimento de 30% ao ano, número acima da média de mercado, de 23%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *