Moro pede a prisão de Lula

Por Lucas Lyra

 

O juiz federal Sérgio Moro surpreendeu e pediu no final da tarde desta quinta-feira (5) a prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, condenado em duas instâncias no chamado “caso do tríplex do Guarujá”. A pena definida pela segunda instância, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), foi de 12 anos e 1 mês de prisão, com início de cumprimento em regime fechado. Lula tem até as 17 horas desta sexta-feira (6) para se entregar.

Segundo o documento expedido pelo juiz de Curitiba, os detalhes da apresentação de Lula a Justiça devem ser arranjados entre a defesa do ex-presidente e o superintendente da Polícia Federal do Paraná, Maurício Valeixo. “Relativamente ao condenado e ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17:00 do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão”, escreveu o magistrado.

Moro entendeu que os recursos restantes no TRF4 não tem efeito suspensivo de pena, assim, já é cabível o inicio do cumprimento de pena. No mesmo documento, o juiz afirmou que já existe uma infraestrutura montada para deter Lula com segurança.

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou na madrugada desta quinta-feira o habeas corpus pedido pela defesa de Lula e permitiu que o petista comece a cumprir pena após a sentença da segunda instância, o TRF4.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *