Brasil já tem 30 milhões de idosos, e número de crianças diminui

O número de brasileiros com mais de 60 anos superou os 30 milhões em 2017, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) divulgada nesta quinta-feira pelo IBGE, e a tendência é que o envelhecimento da população acelere de forma a, em 2031, o número de idosos superar o de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos no Brasil. A estimativa é do demógrafo Jose Eustáquio Alves, professor da Escola Nacional de Estatísticas do IBGE. Em 2017, a população com 60 anos ou mais somou 30,2 milhões. Um ano antes, eram 29,56 milhões e, em 2012, 25,4 milhões – ou seja, em 5 anos, o país ganhou 4,8 milhões de idosos, um acréscimo de 19%.

As mulheres são maioria expressiva nesse grupo, com 16,9 milhões (56% dos idosos), enquanto os homens idosos são 13,3 milhões (44% do grupo).

Por outro lado, o número de crianças até 13 anos caiu em 84 mil. Eram 38,88 milhões em 2016. No ano passado, 38,79 milhões de brasileiros tinham até 13 anos.

Nos últimos cinco anos, a parcela de crianças de 0 a 9 anos de idade no total da população caiu de 14,1% para 12,9%.

Rio e Rio Grande do Sul têm maior parcela de idosos

No ano passado, a quantidade de idosos cresceu em todas as unidades da federação, sendo os estados com maior proporção de idosos o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul, ambas com 18,6% de suas populações dentro do grupo de 60 anos ou mais. O Amapá, por sua vez, é o estado com menor percentual de idosos, com apenas 7,2% da população.

Por o Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *