Entidades preparam atos de protestos e auxílio a vítimas do incêndio em SP

Mobilizar moradores em ocupações de São Paulo para protestos e vigílias de pressão a autoridades municipais e organizar um ato de solidariedade, na próxima terça-feira, dia 8, quando completar uma semana do desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, no centro da capital. A decisão foi tomada nesta terça-feira à tarde em reunião de emergência de mais de 30 entidades e ONGs na Ocupação São João, na Avenida São João, a menos de duas quadras do local da tragédia.

Estavam presentes representantes da União dos Movimentos por Moradia, Frente de Luta por Moradia (FML), Central de Movimentos Populares, MTST, Movimento Terra Livre e moradores da Ocupação São João, uma invasão de 2010 que já teve mais de 80 famílias, mas hoje abriga 77.

Em reunião tensa, enquanto os bombeiros trabalhavam perto dali, e preocupados com a repercussão negativa do acidente no movimento social de moradia, os dirigentes discutiram iniciativas para neutralizar eventuais pressões contra as ocupações. Segundo Osmar Borges, da FLM, o movimento tem “15 módulos de ocupações e mais de 4 mil moradores cadastrados”. (Com Agências)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *