Mapa da Autoridade: Por que devemos nos tornar peritos?

Por que algumas pessoas têm sucesso e outras não? Por que alguns profissionais são mais bem remunerados que outros? O que eles têm em comum? Independente da categoria profissional, essas pessoas alcançaram um nível de excelência e de perícia no que fazem.

Na prática, o perito é aquele profissional que resolve problemas que outras pessoas não resolvem. E o que poucas pessoas não sabem é que qualquer um pode se tornar perito. Para obter o sucesso desejado, é preciso se dedicar a aprender, a ser e a fazer o melhor que podem em seu campo de atuação.

De acordo com Giovanni Santos, diretor executivo da Febracis Brasília e Goiânia, a vantagem da perícia é que ela é acessível a todos. Ele explica que um profissional com alta performance, domínio e expertise, consegue cobrar de duas a dez vezes mais que a média dos seus concorrentes. Já no contexto empresarial, é aquele colaborador que em um ano ele consegue ser promovido de duas a três vezes.

“São profissionais que dominam o mercado de forma magistral no assunto que fazem, e isso nós observamos no ramo da Medicina, Advocacia, Administração de Empresas, Fisioterapia, Odontologia e até mesmo no nosso segmento, que é do Coaching Integral Sistêmico”, explica.

No entanto, segundo o executivo o caminho do sucesso no ciclo da perícia exige um esforço concentrado para ser alcançado. “É preciso que a pessoa busque aperfeiçoamento, participe de treinamentos, cursos, palestras, leia livros nos assuntos específicos do que ela faz, assuntos direcionados ao que ela trabalha, ou até mesmo, no novo ramo que ela pretender entrar. É preciso treinar até que as metas e objetivos o se tornem reais”, destaca.

 

Pirâmide da autoridade

No Coaching Integral Sistêmico, a Pirâmide da Autoridade, também conhecida como escada do sucesso, é dividida em quatro níveis:

  • Generalista: Oferece uma solução genérica, disputa a atenção dos clientes com outros concorrentes ou tem um rendimento profissional no piso da categoria.
  • Especialista: Oferece uma solução específica, porém, disputa os melhores clientes com seus concorrentes;
  • Celebridade: Tem reconhecimento nacional ou mundial em determinado assunto;
  • Autoridade: É considerado referência na área, escolhe os clientes e cobra preços premium;

Giovanni Santos explica sobre a importância de um profissional se tornar perito. Ao analisar esse ciclo da perícia, percebe-se que um perito se diferencia da maioria. “Eles conseguem ter notoriedade na profissão, na área que atuam dentro da empresa ou órgão público, porque um dia eles decidiram pagar o preço”.

Para o executivo, esse preço de aprendizagem e conhecimento podem ser na prática, uma pessoa que deixou de “assistir um programa de televisão para fazer a leitura de um livro; deixou de sair no final de semana para poder participar de um curso; deixou de ir ao cinema para investir em curso online. Tudo isso foi um preço a ser pago, e ele atingiu um nível de perícia. São profissionais que reconhecem o valor do que fazem, sabem quem elas são e chegaram no topo de suas carreiras, aonde poucos conseguirão chegar”.

 

O ano não acabou

Faltam três meses para encerrar o ano, e muitas pessoas se perguntam como está a sua carreira ou como podem se tornar peritos?

Giovanni Santos defende que há ¼ do ano de 2018, ou seja, ainda tem 25% para poder realizar projetos e ações que ainda não foram executadas em 2018. Para o executivo, uma dica de ouro que pode ser feita é estabelecer metas e objetivos.

“Tenha metas claras e definidas para cada mês do que você vai conquistar até dezembro de 2018. Trace um plano de ação e haja! Faça o que você nunca fez! Crie uma verdadeira disruptura do seu modo de agir e do seu modo de pensar. E com isso, você vai conseguir o que você nunca teve. Se algo deu erro, avalie, corrija e faça de novo. Eu tenho como uma máxima na minha vida, eu só tenho duas opções: ou dá certo ou dá certo! O ano ainda não acabou”, conclui.

 

Jornada de autoconhecimento

Entre os dias 16 e 18 de novembro, acontece em Brasília, a edição do Método CIS, um treinamento que, em 3 dias, proporciona o acesso a técnicas, ferramentas e conhecimentos científicos que ensinam as pessoas o caminho correto, sem atalhos, para ter inteligência emocional.

O Método CIS foi idealizado pelo presidente da Febracis, Paulo Vieira, PhD em Coaching, e consagrou-se como um dos mais conceituados coaches do Brasil e da América Latina, pela criação da revolucionária metodologia do Coaching Integral Sistêmico, que já impactou mais de 400 mil pessoas pelo mundo e que já está sendo desenvolvido há mais de 20 anos no mercado.

O curso tem uma metodologia fundamentada no Mapa de Autoavaliação Sistêmico, no qual se mede a qualidade e a plenitude da vida com base nos valores individuais. Diversos benefícios serão alcançados nessa imersão, tais como: eliminação da autossabotagem, reprogramação de crenças limitantes, equilíbrio nos principais pilares da vida (espiritual, parentes, conjugal, filhos, social, saúde, servir, intelectual, financeiro, profissional e emocional).

 

Serviço

Método CIS 197

Data: 16 a 18 de novembro de 2018

Local: CICB – Centro Internacional de Convenções do Brasil – SCES Trecho 2, Conjunto 63, Lote 50 – Asa Sul – Brasília, DF

Informações: brasilia@febracis.com.br ou (61) 3013-4450

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *