Seca afeta produtores rurais no Sertão

As chuvas no estado de Sergipe ficaram 50% abaixo do esperado este ano. No Sertão sergipano, agricultores relatam a perda de animais e da lavoura. Estima-se que a estiagem atinja pelo menos 233 mil pessoas em 21 municípios.

Em Poço Redondo, por exemplo, no alto sertão do estado, a seca dura que vem desde o início do ano e já secou açudes e destruiu plantações. Com o esvaziamento de açudes e barragens, para não morrer de sede, moradores locais têm que contar com abastecimento feito por carros-pipa.

A fazenda do criador e produtor de leite Genivaldo Gouveia tinha 90 cabeças no início de 2018. Com a estiagem, a lavoura de milho foi inteiramente perdida e ele não conseguiu mais alimentar os animais: de janeiro para cá, 8 já morreram. “Perdi vacas de leite que não venderia por preço nenhum”, afirmou Gouveia.

De acordo com Moisés Enoque, diretor técnico da Secretaria da Agricultura de Poço Redondo, 8 carros-pipa da Defesa Civil atendem a região. “Nós gostaríamos que aumentasse o número de carros. O Exército hoje está com 12, o que ainda é insuficiente.”

A Defesa Civil de Sergipe e o Exército informaram que não têm previsão para aumentar a quantidade de carros. Segundo os órgãos, é necessário que a Prefeitura faça o pedido de mais carros diretamente ao governo federal.

Por Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *