Fotografia de Renato Russo estampa novo selo dos Correios

Uma imagem de Renato Russo, icônico roqueiro e líder da Legião Urbana, já circula por todo o Brasil, estampando um dos novos selos dos Correios. Com tiragem de 70 mil unidades e disponível para compra no site oficial da agência, a impressão registra o músico durante um show na Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional, em Brasília, no ano de 1986, e um trecho da música Vinte e Nove.

Ricardo Junqueira, autor do clique, foi procurado por Giuliano Manfredini, filho de Renato, para concretizar o projeto, aprovado após votação da Comissão Filatélica Nacional e Homologação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

O potiguar conta que, à época, o show foi um dos primeiros com boas condições de som e luz. Ou seja, mui apropriado para as lentes dos fotógrafos profissionais. “Fiquei bastante feliz”, diz Junqueira, que hoje mora em Portugal. Além de acompanhar a Legião Urbana nos palcos, ele também assinou a capa do disco Que País É Este (1987).

“Apesar de já não ser como antigamente, um selo é algo que é muito precioso. E acho que nenhum fotógrafo faz uma foto imaginando que um dia ela pode estar por aí, pelas cartas ou em alguma coleção”, continua. A imagem de Renato no auge da carreira flagra o Brasil no fim da ditadura e a poucos anos da redemocratização.

“É emblemático o fato de ter havido um show punk no Teatro Nacional naquele momento. Apesar disso, nós, que vivíamos em Brasília nesta época, tínhamos a sensação que a cidade era nossa, e fazíamos o nosso trabalho sem pensar muito nas limitações que poderia haver. A censura ainda era presente, e a qualquer momento a polícia podia vir em cima de você só porque o seu cabelo era diferente”, relembra.

Ao lado do amigo e também fotógrafo Nicolau El-moor, Junqueira, de 54 anos, documentou com vigor a ebulição cultural de Brasília nos anos 1980. Naquela década, os dois comandavam a agência Pós-New, nomeada em alusão aos termos que acompanhavam os então novos gêneros roqueiros. “Temos um grande acervo, que logo, logo vai ser mostrado”, adianta.

Da Redação com informações do Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *