BASTIDORES: Sem clima político, Bolsonaro pode recuar e travar reforma administrativa. Confira outras informações na coluna JPM desta quarta-feira(12)

 

 POSSIBILIDADE

Apesar de achar que o governo já fez a sua parte com relação ao texto da reforma administrativa, o Palácio do Planalto sinaliza com a possibilidade  de desistiu de enviar ao Congresso Nacional a proposta de reforma administrativa, que mexe profundamente com as regras do funcionalismo público. O texto não tem mais prazo para chegar aos parlamentares. O recuo foi decidido pelo Palácio do Planalto após consultas a lideranças no Parlamento, que apontaram falta de “clima político” para o governo enviar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC). No entanto, a pressão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e de outras lideranças partidárias teria feito a administração de Jair Bolsonaro, que pode mudar de ideia.

 

PELA TANGENTE

Por sua vez,  o ministro da Economia, Paulo Guedes, e seus assessores mais próximos, reforçam a interlocutores o discurso de que a proposta de reforma está pronta desde o fim do ano passado e que foi entregue ao presidente.

PLANALTO DISCRETO

Foto: divulgação

Tudo indica que o Planalto iniciou uma discreta mini-reforma ministerial.  Bolsonaro decidiu fazer trocas  nesta quarta-feira: o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, deverá deslocado para a pasta da Cidadania no lugar de Osmar Terra, que deixará a Esplanada. Para a cadeira de Onyx, foi convidado o general Walter Souza Braga Netto, que comandou a intervenção militar no Rio de Janeiro em 2018.

NEGOCIAÇÃO
A reforma tributária e pacto federativo está obrigando o ministro da Economia, Paulo Guedes a frequentar mesa de negociação com os secretários estaduais da Fazenda  Segundo os governadores, as negociações  são essenciais para que a questão dos combustíveis avance.A reunião extraordinária do Conselho Nacional de Política Fazendária acontece desta quarta-feira (12/2), no Ministério da Economia

O Ministério da Defesa afirmou, em nota, que pretende divulgar informações detalhadas sobre pensionistas das Forças Armadas ainda no primeiro semestre deste ano. A manifestação ocorre após o jornal O Estado de S. Paulo mostrar que a pasta mantém sob sigilo quem são e quanto recebem as filhas herdeiras de militares.

 DECISÃO DE TOFFOLI
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, manteve hoje )a decisão do ministro Ives Granda Martins Filho, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que na semana passada determinou aos petroleiros que mantenham 90% dos trabalhadores em serviço durante greve da categoria

 

 

 

FATURA

A coluna apurou que a Ordem dos Advogados do Brasil passou a pressionar o Supremo Tribunal Federal para que peça à União a concessão de linha de crédito no valor de 2 bilhões de reais ao governo de Minas Gerais pagar precatórios atrasados

SELMA

Será que agora vai? Em reunião da Mesa Diretora do Senado hoje (12), o senador Eduardo Gomes (MDB-TO), líder do governo no Congresso, foi designado relator do processo de cassação da senadora Juíza Selma (Podemos- MT), pelo presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

ALERTA

A decisões estão sento tomadas muitas rápidas em Brasília. Se a opinião pública não ficar atenta, o aumento de impostos virá embutido na reforma tributária que o Senado e a Câmara dos Deputados votarão. A dívida pública, assumida irresponsavelmente por décadas, passou de 5 trilhões de reais,

 

 

 

REGISTRO

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de fraudes no comércio virtual na América Latina, atrás apenas do México, segundo um levantamento feito pela Visa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *